Quando chega novembro, impossível não pensar em Black Friday…



Publicidade

A temporada de compras chamada Black Friday é o momento no qual todos os setores que envolvem compras e vendas de produtos disponibilizam descontos e promoções em várias categorias. Publicidade Embora, inicialmente, a intenção seja criar promoções para atrair o…

A temporada de compras chamada Black Friday é o momento no qual todos os setores que envolvem compras e vendas de produtos disponibilizam descontos e promoções em várias categorias.



Publicidade


Embora, inicialmente, a intenção seja criar promoções para atrair o público para as compras natalinas, hoje, a Black Friday se estende a todos os setores do comércio.

Além disso, é possível que alguns lojistas estendam as ofertas para os dias seguintes à sexta-feira, ou seja, à Black Friday.

A razão pela qual o público espera ansiosamente por esta data é porque as ofertas são maiores do que as de outras épocas do ano, como Dia das Mães ou Dias das Crianças e, como a Black Friday se restringe a um só dia, é possível também que os produtos tenham descontos maiores aos praticados em outras épocas do ano.

Os produtos mais cobiçados nesta época são os elétricos, eletrônicos e eletrodomésticos.

Se você se interessa por algum produto e está à espera da Black Friday, não deixe de acompanhar a variação do valor do produto que você deseja nos sites ou nas lojas, para assim ter a certeza de que está aproveitando realmente a oferta.

E quando começa a Black Friday 2021?

A 12ª edição da Black Friday no Brasil será no dia 26 de novembro

Todavia, algumas redes de varejo no Brasil podem ampliar, tanto na semana que antecede  quanto na que sucede ao dia 26. 

E você, sabe o que significa Black Friday e como este fenômeno surgiu?

Veja só:

  • é uma data comemorativa criada nos Estados Unidos,
  • no Brasil, a Black Friday começou a ser realizada em 2010 e, apesar de ser uma data americana, a Black Friday aqui é muito esperada. Interessante ressaltar que os grandes descontos da data começaram a ser praticados pelos  e-commerces e, posteriormente, se estenderam para as  lojas físicas,
  • marca o início de um período de compras para as comemorações de Natal e Ano Novo,
  • é um dia da semana exclusivo, em que lojas e redes de varejo aplicam descontos em seus produtos,
  • nos Estados Unidos a Black Friday ocorre ao dia seguinte do feriado de Ação de Graças,
  • a Black Friday foi descrita como como o maior dia de compras dos Estados Unidos, e o dia também em que as lojas apresentam grande lucro, 
  • em 1950, a polícia da cidade da Filadélfia usou o termo Black Friday para se referir à multidão de compradores e turistas que foram às lojas. Há informação de que os comerciantes da área tentaram mudar o nome para “Big Friday”, mas o nome não pegou.

A expressão Black Friday foi usada pela primeira vez em 24 de setembro de 1869. De acordo com o site americano, no dia 24 de setembro de 1869 ocorreu uma pane financeira na cidade de Nova York depois que o preço do ouro despencou e causou uma perda monetária em muitos investidores.

Isso ocorreu porque dois especuladores, Jay Gould e Jim Fisk, tentaram monopolizar o mercado ao comprarem uma grande quantidade de ouro com a intenção de fazer os preços dispararem. 

Fisk e Gould criaram até uma forte amizade com o cunhado do presidente americano Ulysses S. Grant, com a intenção de influenciarem a política do tesouro por meio de suas conexões. Todavia, os financistas erroneamente acreditaram que o presidente seguiria a política que eles recomendaram e com tranquilidade, à espera do lucro certo, começaram a comprar ouro, aumentando lentamente o preço.

Por outro lado e ciente das intenções de Jay Gould e Jim Fisk, o Governo Americano deliberou que fosse reduzido o preço das reservas de ouro, desbancando assim o plano dos especuladores. Dessa forma, o presidente americano teve sucesso e conseguiu evitar um efeito devastador na economia. 

Grandes compras em grandes lojas com o seu cartão de crédito: lojas que oferecem maiores descontos na Black Friday Brasil

Polishop com de até 72%, e com o Experience Card Polishop você ganha Polipontos no programa de benefícios da loja e pode trocar descontos na próxima compra, além de poder parcelar com o cartão Polishop o valor de sua compra em até 18vezes sem juros.

Netshoes: oferece até 70% e com o N Card da Netshoes, você consegue mais 30% de desconto em ofertas, além de poder parcelar suas compras em até 15vezes sem juros e ter garantia estendida de 1 ano em produtos selecionados,

Pandora: oferece até 50%.

Submarino com promoções, cupons de desconto, cashback e “Ofertas Wow!” você ganha parte do valor da compra de volta no Ame Digital e frete grátis para diversos produtos e categorias, como: box de livros, games, smartphones, notebooks e parcelamento no cartão em até 36 vezes, super limite para compras, programa de fidelidade e condições exclusivas para clientes.

Submarino Prime: até 30%.

Americanas com descontos, cupons, cashback e frete grátis.

Magalu com ofertas em todas as categorias de produtos e Cartão Magalu Itaucard Platinum, com cashback e sem anuidade.

Shoptime é o e-commerce que promete o Festival Black November com promoções durante todo o mês de novembro, cashback no Ame Digital, cupom de R$ 100,00 na primeira compra no site, programa de fidelidade Shop+, parcelamento estendido e crédito adicional. 

Mercado Livre com frete grátis a partir de R$ 79,00 em compras. E com o cartão Mercado Pago permite o parcelamento exclusivo em até 18vezes no site Mercado Livre. Além disso, é possível juntar pontos em dobro no programa Mercado Pontos e trocar por benefícios na loja, frete grátis e devolução sem taxas. 

Em quais produtos o brasileiro irá investir na Black Friday?

Certamente em celulares. Os aparelhos irão dominar, com aproximadamente, 70% de intenção de compra. Pode acreditar. 

Agora se o seu interesse é Notebook, segue uma listinha com as melhores de lojas online:  Amazon, HP, LeNovo, Avell e a Dell, a maior empresa de computadores, especialmente em Black Friday.

Em seguida, estão os eletrônicos e os eletrodomésticos, com 60%, e o vestuário com 40%. 

Em relação ao poder de compra, cerca de 60% dos brasileiros quer gastar entre R$ 500,00 a R$ 3.000,00, tanto em lojas físicas como em lojas on-line.

10 dicas para você planejar, comprar e aproveitar a Black Friday

Agora que você já conhece duas ótimas opções de cartão de crédito, não tem motivo para não pedir o seu e utilizar no Black Friday.

Esse momento do ano já é recheado de descontos. Mas nós vamos te dar algumas dicas a mais para você conseguir fazer compras muito mais inteligentes!

Em primeiro lugar, você deve procurar saber quais benefícios o seu cartão de crédito oferece: milhas, programas de pontos, cashback, seguro de proteção de preço?

Essa parte é essencial para você fazer os cadastros necessários antes que a Black Friday tenha início.

Algumas promoções da Black Friday ficam restritas para pagamento “à vista”. Por isso, tome cuidado para não cair em uma “falsa promoção”. Além disso, antes de passar o cartão de crédito, confira bem o valor que está sendo cobrado.

Utilizar o cartão de crédito para realizar compras na promoção, e ainda poder parcelar já é ótimo, mas a grande maioria dos cartões de crédito oferecem ainda mais benefícios.

Se o seu cartão acumula milhas, por exemplo, vale muito a pena passar as suas compras de Black Friday no crédito, para trocar por passagens depois!

Se o seu participa de um programa de pontos, você poderá trocar o valor que gastou por mais prêmios e descontos depois, também sendo muito vantajoso guardar o seu dinheiro, e jogar a compra no crédito.

Além disso, consulte também as lojas que possuem parceria com o seu cartão de crédito. Pois, nessa época do ano, as lojas costumam oferecer mais descontos e condições para quem realizar a compra com um cartão de banco parceiro.

Agora, vamos as dicas:

1. Compre com antecedência.

2. Verifique a procedência, a segurança do site e se o ambiente é seguro. Atenção à URL, se inicia com “https” e possui o ícone de “Cadeado”, além de verificar se o link possui um certificado de SSL – Secure Sockets Layer.

3. Faça a sua lista e o que é prioridade para você. Não deixe se levar por ofertas que não tenham nada a ver com os seus interesses.

4. informe-se sobre a reputação das lojas, por exemplo, alguns e-commerce oferecem depoimentos de clientes ou avaliação e comentários sobre os produtos ofertados. Outra dica é avaliar a loja ou site  no site  Reclame Aqui https://www.reclameaqui.com.br.

6. Muitíssima atenção ao valor do frete, ao que está disponibilizado em estoque, como cor, tamanho, para não se arrepender.

7. Cuidados com ofertas. É apenas a Black Friday, desconfie de ofertas miraculosas. Você sabe que existem muitos golpes.

8. Fique atento aos meios de pagamento aceitos, aos e-mails que recebe nesta época, às páginas falsas, aos descontos impossíveis de serem praticados.

9. Dê preferências a lojas que você já compra e já conhece.

10. Conheça seus direitos, especialmente, se você quer trocar produtos ou simplesmente se arrependeu da compra. Portanto, fique atento às políticas de trocas e devoluções das lojas nas quais comprou para não perder os prazos.

A propósito, existe a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, na qual os sites devem se responsabilizar e informar quais dados seus estão armazenados, assim como o Código de Defesa do Consumidor -CDC. Assim sendo, anote os protocolos e as informações oferecidas, atenção à Nota Fiscal, guarde-a para não ter surpresas. 

Alguns fatos e números da Black Friday: 

  • a maior concentração de compras começa às 11 horas da manhã até às 13:00 da tarde, com um breve descansando e reiniciando o alvoroço entre às 19:00 até acabar…
  • geralmente o consumidor brasileiro compra por volta de três produtos,
  • o fenômeno é também vivido não somente no Brasil e Estados Unidos, mas em países de todos os Continentes, 
  • a Black Friday tem mais gastos publicitários que o Natal.

Como saber se os descontos da Black Friday são reais mesmo?

Está é uma época do ano esperada por muitas pessoas que querem trocar eletrodomésticos, adquirir novos aparelhos celulares, roupas, acessórios, ou seja, é o dia de fazer compras e ganhar descontos. Será?

 É preciso que você esteja atento. Muitas vezes os descontos não são tão descontos assim. Muitas vezes o anunciante eleva o preço do produto e, quando chega a sexta-feira tão esperada, o consumidor é enganado.

Infelizmente, isso acontece e muito. 

Por isso, nós estamos aqui.

Vamos lhe ajudar a encontrar ofertas reais e, também, mostrar alguns cuidados que você deve tomar para não ser enganado e, assim, garantir boas compras na Black Friday.

Como você já sabe, a Black Friday deste ano já está próxima. Ela acontece no dia 26 de novembro.

E como você também já sabe, neste período é comum o disparo de ofertas em todas as lojas virtuais e físicas.

Em razão deste bombardeio de ofertas, você, consumidor, deve ficar atento a alguns detalhes que vamos lhe mostrar aqui para que possa distinguir se os descontos são mesmo reais.

Os especialistas dão dicas de medidas que o consumidor deve tomar para poupar gastos desnecessários na Black Friday, como, por exemplo, buscar por lojas confiáveis e, é claro, fazer a conferência do histórico de preços do produto em sites especializados. 

A importância de pesquisar em lojas especializadas é que você vai perceber a dinâmica dos preços, em quais lojas eles variam mais ou menos.

Para fazer compras na Black Friday, o consumidor deve passar por um processo diferente de outras época do ano.

E para facilitar este processo, vamos lhe orientar.

Naturalmente, você já deve ter o produto que deseja comprar na sua cabeça. Dessa forma, você vai fazer uma lista das lojas que ofertam o produto e acompanhar a variação dos preços.

Além disso, você também fazer a verificação da loja que faz a oferta, se ela é confiável ou não.

Para isso, você pode acessar sites, como 

  • o ReclameAqui: https://www.reclameaqui.com.br/,
  • o Opinião vale a pena: https://opiniaobomvaleapena.com.br/,
  • o Proteste: https://www.proteste.org.br/,
  • o PROCON BH: https://prefeitura.pbh.gov.br/procon,
  • o Serasa: https://www.serasa.com.br, dentre outros.

Nesse sites, você pode verificar a opinião de usuários e analisá-las, ficar por dentro de alguns testes que são feitos em produtos, sem falar que vai poder conhecer e analisar as reclamações dos usuários. 

Será com os comentários de outros compradores que você poderá avaliar o produto, bem como o comportamento da loja escolhida. Se o estabelecimento, físico ou virtual, realmente entrega os produtos dentro do prazo, se a loja ou o e-commerce resolvem problemas que podem surgir durante a compra, e se prestam um bom atendimento ao consumidor. 

Em outras palavras, se a loja aceita a reclamação, se troca o produto, se aceita a “voz” do consumidor.

Vale ressaltar que os consumidores que são associados a estas plataformas, podem contar com um serviço de assessoria jurídica dos seus especialistas, caso a queixa feita não seja solucionada. Isso acontece com os sites Proteste, PROCON, SERASA, dentre outros.

É importante também que você verifique como a loja conduz as reclamações de compradores no Reclame Aqui, por exemplo.

Além disso, buscar os sites do PROCON dos diversos estados é importante a fim de consultar as lojas que não são confiáveis e, consequentemente, não respeita o direito do consumidor. Os PROCONS costumam ter uma lista atualizada dos sites que devem ser evitados.

Afinal, como saber se os sites são verdadeiros ou não?

Você, consumidor, não imagina como os sites falsos, os sites carregados de más intenções  agem nesta época do ano.

É preciso ter muito cuidado.

Prestem atenção neste exemplo: uma consumidora, que estava a fim de trocar o seu aparelho celular, entrou no site que surgiu do nada, em suas redes sociais, com uma oferta de uma aparelho com um valor R$2.000,00 menor do que o praticado. Ou seja, se na loja o aparelho custa R$.7000,00, neste e-commerce “miraculoso” ele custava R$5.000,00. Vendo esta oferta a garota acreditou e na hora, sem pensar, fez um PIX a este suposto vendedor que, ainda por cima, prometia entregar o aparelho no mesmo dia!

Não adianta depois ir à polícia. Alguns delegados dizem que é muito difícil recuperar  o dinheiro de crimes praticados na internet.

O que você vai encontrar na Black Friday são descontos entre 10% a 25%. Caso você encontre descontos de até 70%, pode perceber que se trata de um produto médio, que não caiu no agrado do público e que muitas vezes possa até estar “encalhado” na loja.

É sonho você pensar que vai encontrar um aparelho IPhone com 50% de desconto. Isso não é praticado em Black Friday nenhuma do mundo. Por isso fuja dos sites falsos, das promessas, e de descontos incríveis.

Fique de olho!

  1. Verifique se o site em que irá realizar a compra possui um cadeado próximo à barra de endereços ou no fim da página, uma vez que se trata de um certificado de segurança do e-commerce.
  2. Fuja de lojas e sites que apresentam preços mais atrativos do que lojas convencionais e que estão há mais tempo no mercado.
  3. Cuide de verificar a interface da página, em relação a nitidez das cores, ao design, uma vez que o mal-intencionado “faz cópia – quase – idêntica” de lojas confiáveis. 
  4. Desconfie do endereço do site, para isso, faça uma comparação da página principal ou com e-mails já recebidos.
  5. Fique de olho nos erros gramaticais do site,
  6. A conexão é segura? ateste se de fato a conexão é segura, ou seja, é necessário ter o “https” antes do “www” pois, dessa forma, todos os dados fornecidos pelo consumidor serão criptografados.
  7. Duvide de preços muito baixos. Como já dissemos anteriormente, faça uma listinha das lojas, dos produtos que deseja e compare pelo menos uma semana antes da Black Friday. 

Infelizmente, ainda há lojas que aumentam o preço de determinados produtos pouco antes da Black Friday para, no dia, poder voltar ao preço original praticá-lo como se fosse uma belíssima promoção.

Cuidados com seus dados

Um dos cuidados mais importantes na hora de fazer suas compras na Black Friday, mas não só na Black Friday, em um geral, são os cuidados na hora de fornecer dados pessoais e do cartão de crédito a sites.  

É preciso escolher onde comprar, ver a confiabilidade do site e após essa verificação o cliente deve ficar atento as informações pedidas.

Em geral é necessário fazer um cadastro no site escolhido, dentro deste formulário de cadastro são pedidos os dados como nome, endereço, CPF, e-mail e o número do cartão de crédito virtual, juntamente com os dados do titular do cartão. 

O usuário deve sempre estar atendo para as informações que são pedidas, o recebimento de verificações que chegam por e-mail e a forma de pagamento que é disponibilizada, pois qualquer desses itens fora da normalidade é motivo para precaução.

Cobrança fraudulenta

Deve-se atentar bastante também as cobranças fraudulentas, que nessa época do ano, obviamente, crescem de uma maneira grandiosa e cada vez mais inovadora.

Uma das ferramentas mais usadas para compras fraudulentas é a compra feita para pagamentos via boleto bancário.

Quando um site confiável gera um boleto bancário como forma de pagamento, o procedimento é feito diretamente no site, o boleto é gerado via link direto.

Quando perceber que a empresa quer mandar esse boleto por outros meios, como aplicativo do Whatsapp, E-mail ou SMS, desconfie.

Confira sempre também, possíveis erros de português ou formatação, valor do boleto e numeração de código de barra, pessoas más intencionadas, tende a esquecer e deixar erros dessa forma.   

Fretes mais caros que produtos

Existem muitas promoções de Black Friday, existem uma diversidade muito grande de produtos e preços.

Às vezes, produtos são tão baratos que nós nos surpreendemos com tamanha dedicação das empresas em nos oferecer tantas vantagens.

Então o cliente monta o carrinho, faz seu cadastro, confere a autenticidade e confiabilidade do site e vai calcular o frete de acordo como o CEP de onde mora, e é aí que mora a surpresa.

Para que faça valer a pena a venda do produto, para ter alguma lucratividade, algumas empresas acabam extrapolando em seus fretes.

É super comum, que o cliente encontre aquele produto que passou o ano procurando e o encontrou nesse evento de vendas pela metade do preço, mas a hora de pagar o frete, teve uma surpresa e passa a não ser vantajoso para ele comprar mais.

Fica a dica da importância do cálculo do frete antes de efetuar a compra para saber se valerá mesmo a compra do mesmo.

Sites falsos com ofertas “Metade pelo Dobro”

Chegamos a um ponto crucial, talvez o principal tópico a se alertar quando falamos sobre compras online, sites.

Existe hoje, uma infinidade de sites de compras, para todos os tipos de produtos, e quando falamos todos, é TODOS mesmos.

Mas existe uma parcela gigantesca também de sites falsos, criados com intuito de enganar e roubar dinheiro de forma prática e rápida de clientes.

A má notícia já demos, existe muitos sites falsos, e a boa notícia que daremos agora é que tem como não cair nessa cilada.

Exus de fato confiáveis para compras e eles são facilmente identificados se o cliente procurar saber se a loja tem selos de certificação, ficar sempre atento às avaliações de já clientes, ver como a empresa reage a reclamações, fazer uma busca online e ver os canais de atendimento, caso necessário entrar em contato e sempre, sempre desconfiar de preços muito abaixo dos demais das datas, no mercado.

Comprar mesmo já endividado

Outra dica que não podíamos deixar passar em branco é a necessidade das compras.

Entendemos que a Black Friday é um evento anual que deixa a tentação por compras bastante evidente, mas será que vale a pena comprar e se endividar?

Por mais descontos que possa ocorrer nessa época, é ótimo pode comprar algo, quando podemos, quando vemos que isso não atrapalha um curso de nossa vida financeira.

Viver endividado todo um ano por um produto não essencial é algo que não tem preço.

Comprar por impulso

Pegando o gancho de comprar e se endividar, vamos falar agora sobre as compras por impulsos.

O consumo consciente é muito importante, isto é, ter um equilíbrio mental para conseguir manter uma relação saudável com nosso bolso.

As compras por impulso são gatilhos que podem nos levar ao fundo do poço. Então sempre que quiser comprar algo, pense, pesquise, veja a necessidade de tal produto e o que isso acarretará em suas vidas financeiras.

E a lição de tudo isso é, apesar de ser tentadora, a Black Friday precisa ser vivida com consciência de gastos, precaução para manter a segurança e leveza para se adquirir algo que podemos e queremos, sobretudo. 

Agora só podemos desejar boas compras!

Mais Opções

Cartão de crédito Eskala: saiba como funciona, limites e muito mais

Próximo Cartão

Black Friday 2021 Submarino: dicas de como aproveitar da melhor forma

Mais opções para você

Buscando cartão