O que é melhor: pagar o mínimo do cartão ou parcelar?

13/08/2020

DICA: Não pague apenas o valor mínimo da fatura!

Anúncios

Uma das opções mais usadas por muitos Brasileiros é o cartão de crédito. No ano de 2017, o Brasil atingiu o impressionante recorde de 40% da população inadimplente.

Anúncios
Anúncios

Com a alta na taxa do desemprego, seguida da queda no poder de compra dos brasileiros, um dos grandes vilões da saúde financeira nacional, tem um nome certo o rotativo do cartão de crédito.

No entanto para colocar um limite nessa bola de neve o Banco Central determinou novas regras para o pagamento mínimo, dando preferência ao parcelamento do cartão de crédito.

Anúncios

Desta forma, para estabilizar na linha dos cartões de crédito, tira dois vilões: o rotativo – linha de crédito mais cara e oneroso do mercado – e o pagamento mínimo da fatura – um tipo de empréstimo das operadoras e bancos com cobrança de juros altíssimos.

O que é pagamento mínimo?

Até então, o pagamento mínimo de 15% da fatura do cartão de crédito. O Banco do Central teve uma decisão de baixar os juros, que são bem altos.  Agora, os bancos poderão decidir de acordo com o cliente, quanto deverá ser o pagamento mínimo.

Como funciona o parcelamento da fatura?

O Parcelamento da fatura do cartão de crédito, ainda é a melhor opção. Para fugir dos juros do rotativo. O rotativo é quando o cliente escolhe pagar o mínimo da fatura ou mesmo a deixar de pagar.

Anúncios

Anúncios

Vamos exemplificar:

  • Os juros do rotativo podem chegar a 13,1% ao mês.
  • O parcelamento da fatura gira em torno de 8,58% a.m.
  • Você pode optar por parcelar a fatura em até 24 meses.

Se escolher em parcelar o cartão de crédito, tenha claro o valor que irá pagar ao todo.

Geralmente, em sua fatura do cartão de crédito, tem as opções de parcelamentos. Assim que você escolher, basta pagar o valor da parcela e automaticamente você contrata o serviço.

Dica: Sempre se planeje para pagar o valor total da fatura, mas se acontecer algo e se enrolar, o empréstimo online pode sair mais em conta para conseguir o dinheiro.

Pegar um empréstimo

DICA: Não pague apenas o valor mínimo!

O cartão de crédito nos traz tanta praticidade, mas também pode trazer grandes problemas. Conheça abaixo os três grandes vilões do cartão:

Anúncios

Anúncios
  • Juros exorbitantes;
  • Utilização do crédito rotativo;
  • Pagamento apenas do valor mínimo.

Não pague apenas o valor mínimo!

Vamos esclarecer a principal informação sobre essa opção de pagamento: você não está pagando absolutamente nada do montante principal, mas apenas os juros.

Resumindo, se você pagar apenas o mínimo e se você não gastar nada no mês seguinte, o valor da próxima fatura será exatamente igual à fatura anterior.

Fatura total do cartão: R$ 1000,00

Pagamento mínimo: R$ 100,00

Juros mensais do cartão: 10% = 100,00

Ao pagar apenas os 100 reais, a fatura ficaria hipoteticamente, em R$ 900,00.

Anúncios

Anúncios

Ao aplicar os juros de 10% a.m., a fatura será, no mês seguinte, os mesmos R$1000,00.

Novas regras do cartão de crédito

As novas regras de credito entraram em vigor no dia 1° de junho as novas regras para o crédito rotativo dos cartões de crédito, que visam evitar que o consumidor se sujeite ao pagamento das elevadas taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras.

O crédito rotativo é uma forma de empréstimo de emergência em relação ao valor da fatura que o consumidor não consegue pagar e com taxas de juros bastante elevadas.

Como é atualmente:

Pagamento mínimo: O valor mínimo de pagamento da fatura obrigatoriamente corresponde a 15% do valor total da dívida;

Rotativo e juros: Consumidores que pagam o valor mínimo da fatura entram no chamado rotativo regular, com juros menores. Já aqueles que pagam menos que o mínimo ou não pagam nada da dívida, entram no chamado rotativo não regular, com taxas de juros maiores.

Anúncios

Anúncios

Como ficou:

Pagamento mínimo: O percentual do pagamento mínimo será definido livremente pelas instituições financeiras e pode inclusive ser diferente para cada cliente.

Rotativo e juros: As instituições financeiras não poderão praticar duas taxas diferentes e terão que cobrar juros iguais tanto para o cliente que pagou o mínimo da fatura quanto para aquele que não pagou nada. Contudo, para este último, o valor da dívida poderá ser acrescido de multa de até 2% e juros de mora de 1% ao mês.

Pegar um empréstimo