O que é melhor: pagar o mínimo do cartão ou parcelar?

Autor: Estação

Atualização:


DICA: Não pague apenas o valor mínimo da fatura!

Uma das opções mais usadas por muitos Brasileiros é o cartão de crédito. No ano de 2017, o Brasil atingiu o impressionante recorde de 40% da população inadimplente.



Com a alta na taxa do desemprego, seguida da queda no poder de compra dos brasileiros, um dos grandes vilões da saúde financeira nacional, tem um nome certo o rotativo do cartão de crédito.

No entanto para colocar um limite nessa bola de neve o Banco Central determinou novas regras para o pagamento mínimo, dando preferência ao parcelamento do cartão de crédito.

Desta forma, para estabilizar na linha dos cartões de crédito, tira dois vilões: o rotativo – linha de crédito mais cara e oneroso do mercado – e o pagamento mínimo da fatura – um tipo de empréstimo das operadoras e bancos com cobrança de juros altíssimos.

O que é pagamento mínimo?

Até então, o pagamento mínimo de 15% da fatura do cartão de crédito. O Banco do Central teve uma decisão de baixar os juros, que são bem altos.  Agora, os bancos poderão decidir de acordo com o cliente, quanto deverá ser o pagamento mínimo.

Como funciona o parcelamento da fatura?

O Parcelamento da fatura do cartão de crédito, ainda é a melhor opção. Para fugir dos juros do rotativo. O rotativo é quando o cliente escolhe pagar o mínimo da fatura ou mesmo a deixar de pagar.

Vamos exemplificar:

  • Os juros do rotativo podem chegar a 13,1% ao mês.
  • O parcelamento da fatura gira em torno de 8,58% a.m.
  • Você pode optar por parcelar a fatura em até 24 meses.

Se escolher em parcelar o cartão de crédito, tenha claro o valor que irá pagar ao todo.

Geralmente, em sua fatura do cartão de crédito, tem as opções de parcelamentos. Assim que você escolher, basta pagar o valor da parcela e automaticamente você contrata o serviço.

Dica: Sempre se planeje para pagar o valor total da fatura, mas se acontecer algo e se enrolar, o empréstimo online pode sair mais em conta para conseguir o dinheiro.

DICA: Não pague apenas o valor mínimo!

O cartão de crédito nos traz tanta praticidade, mas também pode trazer grandes problemas. Conheça abaixo os três grandes vilões do cartão:

  • Juros exorbitantes;
  • Utilização do crédito rotativo;
  • Pagamento apenas do valor mínimo.

Não pague apenas o valor mínimo!

Vamos esclarecer a principal informação sobre essa opção de pagamento: você não está pagando absolutamente nada do montante principal, mas apenas os juros.

Resumindo, se você pagar apenas o mínimo e se você não gastar nada no mês seguinte, o valor da próxima fatura será exatamente igual à fatura anterior.

Fatura total do cartão: R$ 1000,00

Pagamento mínimo: R$ 100,00

Juros mensais do cartão: 10% = 100,00

Ao pagar apenas os 100 reais, a fatura ficaria hipoteticamente, em R$ 900,00.

Ao aplicar os juros de 10% a.m., a fatura será, no mês seguinte, os mesmos R$1000,00.

Comprar no débito ou no crédito?

A diferença entre pagar no débito ou crédito está, em essência, relacionado a quando o dinheiro sai efetivamente da sua conta. Ou seja, pagar no débito significa que o valor da compra será debitado imediatamente do seu saldo na conta.

Enquanto isso, uma compra no cartão de crédito só será paga em data futura — no vencimento da sua fatura. Assim, você pode comprar algo hoje, mas só pagar no próximo mês.

Além disso, o cartão de crédito hoje em dia é amplamente usado para compras online, assinaturas de serviços e para parcelar compras.

De todo modo, como podemos saber se nosso cartão é débito ou crédito? Atualmente, com praticamente todos os cartões tendo um aplicativo associado, é fácil descobrir. Assim, basta entrar em seu aplicativo e ir na seção Cartão.

Se aparecer na tela o seu limite de crédito, quer dizer que seu cartão está com função de crédito habilitada. Do contrário, apenas terá seu saldo na conta, ou seja, você só pode usar a função débito.

Por padrão, a maioria das contas bancárias já te oferece um cartão de débito. Para contas digitais já é de praxe enviar um cartão de débito sem custo assim que você abre sua conta.

Assim, bancos digitais costumam ter um cartão múltiplo, ou seja, que funciona como débito e crédito. Pois assim, eles aproveitam o cartão de débito que já te enviaram para também funcionar como cartão de crédito.

Contudo, bancos tradicionais como Caixa, Santander, Itaú e outros podem ter cartões apenas de débito. Nesse caso, virá escrito na frente do cartão “débito” — não tendo nada escrito quer dizer que ele funciona como crédito.

Caso seu cartão tenha a função crédito, mas não está ativada será necessário pedir a análise para liberar o limite de crédito. Tendo análise aprovada, pelo próprio aplicativo irá aparecer um botão “ativar crédito”.

Quando usar cada função?

O cartão de crédito ainda possui um certo estigma. Muitos consideram o cartão algo que apenas te prejudica.

Realmente, se não usado com cuidado poderá fazer você ficar até o pescoço de dívidas. Por isso, o mais indicado é usa-lo de forma consciente, não ter mais do que dois cartões e sempre pagar a fatura inteira.

Limitando a apenas 2 cartões você consegue evitar de esquecer de pagar a fatura e não ter mais crédito do que sua renda mensal é capaz de pagar. Além disso, é importante não usar o cartão de crédito para tudo.

Como diz o economista da Serasa Luiz Rabi, o melhor é usar o cartão de débito quando a compra for abaixo de R$ 50,00. Dessa forma o dinheiro sai automaticamente da conta e evita deixar o saldo no negativo.

Além do mais, usar o crédito para compras maiores ajuda a controlar as finanças, já que evita sua conta ficar com saldo baixo durante o mês. Assim, se houver um imprevisto você está preparado.

Cartões múltiplos: débito e crédito no mesmo cartão

Como citado, há os cartões múltiplos que funcionam como crédito e débito juntos. Assim, na hora de passa-lo na maquininha você precisará apenas informar qual função irá usar.

É uma modalidade muito mais prática, afinal é nada cômodo ficar carregando vários cartões por aí. Porém, tome muito cuidado para não ficar se confundindo e passar tudo em apenas crédito — lembre da nossa dica de quando usar as funções.

Ao abrir uma conta corrente você já recebe um cartão múltiplo em diversas instituições.

Por exemplo, sendo correntista Santander você recebe o cartão SX que tem a função débito para movimentar a conta e também poderá pedir a função crédito no mesmo cartão.

Da mesma forma funciona o cartão da Caixa Sim. Esses dois cartões são múltiplos e qualquer pessoa pode solicitar, desde que tenha renda mínima de um salário mínimo — no caso de correntistas Santander, o cartão SX pode ser solicitado com renda mínima de apenas R$ 500,00.

Porém, há cartões como da Credicard Zero que funciona apenas como cartão de crédito. Assim, toda compra através dele será nessa função e será necessário pagar sua fatura com saldo de uma conta bancária ou no dinheiro.

Como usar o cartão de crédito a seu favor?

Um cartão de crédito pode ser muito bom para organizar suas finanças, ao contrário da crença popular.

Afinal, você consegue centralizar todas as suas contas em um único pagamento.

Além disso, o cartão de crédito permite que você compre algo hoje sem tocar no seu saldo.

Assim, você pode gerenciar melhor suas contas e ter dinheiro disponível para imprevistos que aconteçam ao longo do mês. 

Dessa forma, o cartão permite você comprar na internet com muito mais segurança, pode ser utilizado para pagar assinaturas e parcelar compras de alto valor.

Ademais, cada cartão de crédito possui benefícios e descontos que ajudam você economizar ao utilizá-lo.

Mas, apesar das facilidades e comodidade, é importante notar que sem o devido controle o cartão se torna seu maior inimigo.

Em geral, as pessoas perdem o controle do cartão de crédito conforme é utilizado para pagar compras pequenas.

É R$ 15,00 em um almoço aqui, R$ 12,00 no Uber, R$ 9,90 em uma assinatura… Quando se soma esses gastos a fatura estoura e a pessoa fica endividada.

Por isso, é recomendado que o cartão de crédito seja utilizado para compras acima de R$ 50,00. Pois, como dito, os pequenos gastos no crédito nos fazem perder o controle e quando vemos estamos no negativo.

Outro ponto importante é pagar a fatura por completo até o dia do vencimento. Isso evita os altíssimos juros do rotativo.

Nesse sentido, é importante que seu cartão tenha o limite de crédito que você precisa. Muitas pessoas buscam um limite de crédito exorbitante, muito além do seu salário.

Assim, cartões de crédito que permitem você ajustar o limite são ideais para controlar seus gastos.

Escolhendo um cartão de crédito que te ajude 

Seu cartão de crédito precisa ter o mínimo de custos para não pesar no orçamento. Assim, busque por cartões com anuidade zero e com taxas reduzidas.

Entretanto, um bom cartão de crédito pode ter diversos programas de descontos e benefícios. E isso também precisa ser analisado conforme sua necessidade.

Por exemplo, para pessoas que vão bastante ao cinema, é interessante um cartão como o Itaúcard que oferece 50% de desconto nas principais redes de cinema. Ou seja, utilizar o cartão de crédito te permite economizar em vários pontos.

Assim, há programas voltados para diversas categorias. Como viagens, restaurantes, hospedagens, serviços de streaming e etc.

Dentro do aspecto dos benefícios, verifique a bandeira do cartão. Bandeiras como Mastercard e Visa oferecem mais vantagens ao seus cartões independente do banco.

Nesse sentido, cada bandeira possui categorias que vão do cartão de crédito mais simples e com poucos benefícios aos cartões voltados para o público de alta renda e diversos benefícios luxuosos.

Por exemplo, um cartão Nubank Mastercard Gold possui, por causa da bandeira, os benefícios de garantia original estendida, proteção de compra e de preço.

Como se organizar com o cartão de crédito?

Para se organizar com o cartão de crédito é essencial escolher um que possua além de benefícios interessantes, um bom aplicativo.

Selecionamos para você alguns cartões que possuem bons aplicativos para que se organize com o cartão de crédito:

Cartão Santander SX

Para clientes Santander que possem o cartão SX é possível controlar seu cartão através do app do Santander. Mas, para quem não for correntista e tiver o cartão, poderá utilizar o Santander Way.

Nesse aplicativo é possível pagar faturas, visualizar os lançamentos futuros para se planejar e acessar o histórico de pagamentos.

Cartão Submarino e Cartão Americanas

Para quem compra bastante no e-commerce Submarino e Americanas pode tirar bastante proveito do cartão que eles oferecem.

Aliás, o cartão de crédito desses sites são uma parceria com o banco Cetelem e oferecem descontos exclusivos para compras dentro do site.

Assim, o controle do seu cartão é feito diretamente no aplicativo do Banco Cetelem.

Next

A conta digital Next faz parte do Banco Bradesco e possui um dos melhores aplicativos quando falamos de controle financeiro pessoal.

O aplicativo Next possui a função Flow que é um planejador de gastos, que te ajuda a organizar seu orçamento do mês.

Além disso, possui o Objetivos para você conseguir poupar e realizar seus sonhos.

Mais Opções

4 cartões de crédito que não consultam SPC

Próximo Cartão

Review do Cartão e conta do banco BS2

Sobre o Estação

O Estação oferece respostas às suas dúvidas sobre cartões de crédito e contas digitais. O portal quer que você tenha certeza de que está tomando uma boa decisão. Siga o Estação no Google News.

Atenção: Para analisar pedidos de cartões de crédito, as políticas internas das instituições financeiras levam em consideração o perfil financeiro do consumidor. Por isso, é possível que um pedido seja negado em uma instituição financeira e aprovado em outra, já que cada uma usa critérios próprios para avaliação.

Mais opções para você