Como a economia doméstica pode impactar seu orçamento

Advertisement

Você sabia que a Economia Doméstica é uma área de estudo e que existe inclusive curso superior?

Pois é, a economia doméstica, tão importante para nosso dia a dia, estuda as relações entre indivíduos, famílias, comunidades e o ambiente em que vivem e usa conhecimentos gerais das áreas sociais e financeiras. O conhecimento abrange ainda nutrição, administração e educação.

Um profissional formado em Economia Doméstica, por exemplo, atua no planejamento, implantação e orientação de programas que auxiliam no desenvolvimento da sociedade. Estes programas abrangem saúde, nutrição, habitação, vestuário, economia familiar e até mesmo direitos do consumidor.

Mas se você não é formado na área e não conhece nenhum profissional do ramo, fique tranquilo, pois este artigo é para você.

Aqui você aprenderá algumas dicas sobre economia doméstica para facilitar o seu dia a dia, economizar e não sobrecarregar suas finanças.

Fique com a gente!

O que é economia doméstica e para que serve?

Basicamente, a economia doméstica é a administração dos recursos familiares com o objetivo de tornar os gastos mais conscientes.

Sabemos que para economizar com as despesas familiares é necessário não somente o planejamento, mas também o corte de alguns custos, não é verdade? A economia doméstica nos ajuda também nessas etapas.

Podemos dizer que a economia doméstica busca o equilíbrio entre os gastos supérfluos e os gastos essenciais. Mas o objetivo final é fortalecer bons hábitos financeiros que auxiliem na estabilidade da família como um todo.

Como funciona a economia doméstica?

Para fazer economia doméstica é preciso seguir algumas etapas. Afinal de contas, não basta cortar os gastos somente por cortar. É necessário analisar o impacto do corte, verificar se é mesmo possível e necessário realizar esse corte e se o mesmo pode ser substituído por alguma despesa mais em conta.

Assim, as etapas são:

·         Identificação: Consiste em identificar todas as fontes de renda daquela família. Em seguida, é necessário listar as despesas fixas e variáveis e também aquelas extras. Observe que essa lista dá todas as informações sobre onde o dinheiro da família vai.

·         Planejamento: Por meio do planejamento é possível analisar os cortes que precisam ser feitos. E é importante que além de planejar os cortes, você tenha metas, objetivos e sonhos para realizar com a economia proporcionada pelos cortes.

·         Controle: O controle deve ser mensurado e acompanhado. A vantagem é que hoje, os recursos para controlar as despesas financeiras são muitos. Podemos usar agendas, listas, planilhas e até mesmo aplicativos. Escolha a forma que seja mais adequada para o seu dia a dia.

·         Quitação de Dívidas: É muito importante que todas as dívidas sejam quitadas o mais rápido possível. Lembre-se de que os juros das dívidas são os responsáveis por consumirem boa parte do orçamento de uma família. E se for preciso, verifique a possibilidade de fazer portabilidade de crédito, para uma instituição com taxas mais baratas.

·         Reserva de Emergência: A construção de uma reserva de emergência é crucial para tranquilidade e para enfrentar imprevistos financeiros. Portanto, se você ainda não possui uma reserva de emergência, comece a considerá-la.

Pode ser que ao analisar o planejamento doméstico de sua família, você veja a necessidade de obter uma renda extra. E essa é uma opção a ser considerada para aumentar a renda da família, de forma a viver mais confortável. Pense nisso!

Dicas de economia doméstica

A economia doméstica começa quando você entende que precisa ter um bom controle do seu dinheiro. E para isso, são necessárias algumas medidas para construir bons hábitos no dia a dia.

Veja essas dicas que podem te ajudar a economizar:

·         Pesquisa de preços: Antes de comprar qualquer coisa, seja o que for, pesquise o preço. Use a internet a seu favor, afinal de contas, por meio dela, você consegue ter acesso a muitas opções de marcas e dos mais variados preços. Além de pesquisar pelo preço, analise se essa compra é pertinente ou não. Evite fazer compras por impulso.

·         Economize energia elétrica: uma boa forma de economizar luz elétrica é aproveitar a luz do dia. Se você trabalha home office, por exemplo, aproveite a luz do sol, abra bem as janelas. Além de deixar o ambiente bem arejado, você ainda economiza um dinheirinho. Outra opção de economizar energia elétrica é deixar o chuveiro na temperatura média e desligar os eletrodomésticos da tomada, quando não utilizados. Você também pode considerar usar um painel solar. Para saber mais, clique aqui.

·         Lista de compras: Só vá às compras se tiver uma lista. Isso ajuda a não colocar no carrinho itens desnecessários. Além disso, nunca vá às compras com fome, pois as chances de comprar comidas mais caras e de baixo valor nutricional são muito altas.

·         Hortas: Considere a possibilidade de fazer sua própria horta. Além de muito mais saudável, os alimentos são mais gostosos e o impacto financeiro no orçamento fica muito menor. Caso isso não seja possível, ao comprar verduras, frutas e legumes, tenha o hábito de comprar os alimentos específicos de cada estação, pois são mais baratos. Para saber mais sobre isso, leia aqui.

·         Cozinhe em casa: Fazer as refeições em casa sai muito mais barato do que pedir comida pelo aplicativo. Faça as contas: o valor gasto em uma única refeição do app, daria para comprar ingredientes para várias refeições. Considere essa economia.

·         Transporte: Considere usar transporte por aplicativo em situações específicas e de extrema necessidade. Há outras opções, como também usar transporte público ou caronas. Além disso, se a distância for curta, considere ir a pé, além de economizar, vai fazer bem para sua saúde.

·         Itens não usados: Observe seus armários e veja o que está parado, sem usar e que pode ser convertido em uma renda extra. Você pode descobrir roupas, utensílios domésticos, enfeites, sapatos e outros que podem ser vendidos em um bazar online. É só organizar e anunciar.

·         Reaproveitamento de água: Tenha o hábito de reaproveitar água. Por exemplo: se você lavou roupa e a água final está em seu tanque ou máquina, use essa água para lavar o chão, o quintal, a varanda, por exemplo. Se você tem plantas, a dica para molhá-las é usar sempre balde ou regador. Evite usar mangueiras, já que a quantidade de água que sai é muito maior.

Dicas de cartão de crédito para ajudar na economia doméstica

Um cartão de crédito pode ser o melhor amigo das suas finanças se usado de forma consciente e responsável.

Como o objetivo é economizar, nada mais justo que economizar até mesmo na escolha do cartão de crédito.

Como? Vamos te ajudar.

Para economizar, o cartão de crédito escolhido deve oferecer o máximo de benefícios e anuidade zero. Se o cartão for acompanhado de uma conta digital totalmente gratuita, será um tanto melhor.

Assim sendo, deixamos aqui algumas dicas de cartões zero anuidade, com bom limite e conta digital gratuita. Fique de olho:

·         Cartão Nubank

·         Cartão Pan

·         Cartão Rappicard

·         Cartão Caixa Sim

·         Cartão Inter

·         Cartão Neon

Espero que você tenha curtido essas dicas.

Aproveite e compartilhe este post com seus amigos.

Se você ficou interessado em economizar ainda mais nos hábitos do dia a dia, veja mais algumas sugestões do nosso blog.

Entenda as despesas de janeiro

Como economizar na hora de comprar material escolar

Como viajar sem gastar muito

Como economizar no verão em casas e apartamentos