Quais são os tipos de investimentos financeiros?

21/09/2020
Anúncios

Cada vez mais pessoas estão se preocupando com suas finanças e se perguntando “quais são os tipos de investimentos financeiros que posso fazer?”

Anúncios
Anúncios

Dentre várias opções que existem no mercado hoje, o investidor iniciante precisa compreender primeiro os investimentos mais seguros para evitar perder dinheiro.

Entretanto, na bolsa de valores há vários tipos de investimentos de curto e longo prazo.

Sobre a bolsa de valores

Anúncios

Assim, a bolsa de valores se apresenta como o personagem central do universo financeiro, sendo popularmente conhecida como o local onde se faz a compra e venda de ações de empresas.

A bolsa oficial do brasil é [b]³ (que significa brasil, bolsa, balcão) onde diversos ativos financeiros são negociados, desde títulos públicos do governo, ações até commodities.

Investimentos de curto prazo

No mercado financeiro há as instituições e pessoas que buscam fazer lucros no curto prazo. Nos últimos anos o day trade vem crescendo bastante nesse sentido.

Anúncios

Anúncios

Day trade

Dentro dos investimentos de curto prazo, o que está nos holofotes hoje em dia é o day trade.

Nessa modalidade, o trader busca se aproveitar da variação diária de preço dos ativos financeiros para ter lucros.

Ou seja, ele compra um ativo para vender depois de algumas horas (ou mesmo minutos) em um preço mais alto, tendo um lucro.

Porém, é uma das estratégias mais arriscadas do mercado, em que você pode perder mais dinheiro do que você investiu.

Investimentos de longo prazo

Em contrapartida, investimentos de longo prazo busca lucrar com a valorização das ações em longos períodos.

Mas, para perfis de investidor mais conservadores, há a renda fixa. Essa vertente de investimento tem esse nome pois os seus rendimentos não possuem grandes oscilações e até mesmo saberá quando você ganhará lá na frente.

Anúncios

Anúncios

Assim, os títulos mais comuns da renda fixa são:

Tesouro direto

Primeiramente, temos o tesouro direto sendo o mais popular da lista.

Assim sendo, o tesouro direto é um programa do tesouro nacional para a venda de títulos públicos federais para pessoas físicas de maneira 100% online.

Dessa maneira, você ao comprar um título do tesouro direto está na prática emprestando dinheiro para o governo federal em troca de uma remuneração (os juros).

Por isso que o tesouro direto é considerado o título mais seguro dos investimentos, pois o risco de governos federais não pagarem os credores é muito inferior ao risco de uma empresa, por exemplo.

Há vários tipos de títulos dentro desse programa, sendo eles:

Anúncios

Anúncios
  1. Tesouro Selic: o mais conhecido com liquidez diária (pode sacar o dinheiro a qualquer hora) e rentabilidade igual à taxa Selic.
  2. Tesouro IPCA: que possuem rendimento igual a inflação IPCA mais uma taxa prefixada.
  3. Tesouro prefixado: são os títulos com taxa de rendimento prefixada no momento da compra, assim você sabe exatamente quanto irá receber no futuro.

Ademais, o tesouro direto é o investimento mais acessível, tendo títulos que você pode investir com pouco mais de R$30,00.

Certificado de depósito bancário –  CDB

Outro investimento que temos é o CDB, que é um título de renda fixa emitido por bancos. Assim, qualquer investidor pode se tornar um credor dos bancos ao adquirir um CDB.

Isto é, os bancos emitem um cdb para financiar seus projetos, expansão e pagamento de dívidas.

LCI e LCA

Já as letras de crédito imobiliário (LCI) são títulos lastreados em carteiras de empréstimos para imóveis. Enquanto a letra de crédito do agronegócio (LCA) são títulos que financiam o agronegócio brasileiro.

Ademais, esses títulos são bastante parecidos com o CDB mudando apenas o objetivo do dinheiro.

Para o investidor não muda muito comprar LCI ou LCA por terem funcionamento igual e ambas serem isentas de imposto de renda.

Anúncios

Anúncios

Poupança como investimento

Por fim, não poderíamos deixar de comentar sobre a poupança por ser o local onde a maioria dos brasileiros deixam seu dinheiro.

De fato, o estudo da Anbima mostra que 89% dos brasileiros têm seu dinheiro na caderneta.

Contudo, o investimento na poupança é um dos piores, por dois grandes motivos:

  • Baixo rendimento: ao render apenas 70% da Selic, atualmente a poupança tem rentabilidade negativa quando descontamos a inflação.
  • Ilusão de liquidez diária: você pode sacar seu dinheiro a qualquer hora, porém os rendimentos só serão adicionados a sua conta a cada 30 dias. Se você sacar antes disso, perderá o rendimento de um mês inteiro.

Por fim, devemos nos lembrar que é essencial para nossas finanças pessoais investirmos nosso dinheiro.

Seja ele para o curto prazo, como uma reserva de emergência, ou para objetivos de longo prazo: aposentadoria, uma viagem dos sonhos, comprar a casa própria entre outros.