Você já fez sua reserva financeira?

23/12/2020 às 8:47
Publicidade Sabe aquele desespero que bate quando acontece uma emergência que bagunça as finanças e não sabemos se vamos conseguir fechar as contas no fim do mês? Para evitar isso e não ter problemas de dívidas, a reserva financeira é…

Publicidade

Sabe aquele desespero que bate quando acontece uma emergência que bagunça as finanças e não sabemos se vamos conseguir fechar as contas no fim do mês? Para evitar isso e não ter problemas de dívidas, a reserva financeira é fundamental!


Publicidade

Continue lendo para entender mais sobre a reserva financeira e como montar a sua.

O que é reserva financeira?

A reserva financeira é um montante que temos guardado e investido que nos protege em momentos de emergência. Por exemplo, caso você acabe batendo o carro, terá que pagar um conserto bem caro, certo? Muitas vezes isso faz com que a gente tenha que recorrer ao cartão de crédito e empréstimo, o que pode resultar em várias dívidas.


Publicidade

Ou então você é um autônomo que a renda mensal varia muito durante os meses. Então, a reserva financeira será aquele dinheiro que você utiliza para pagar as contas quando a renda do mês não for suficiente.

Qual a importância da reserva financeira?

A reserva financeira, também chamada de reserva de emergência, é um dinheiro que todos deveríamos ter.

Como apresentado no exemplo acima, não ter que recorrer a empréstimo é fundamental para não se afundar em dívidas. Visto que, ao resgatar o dinheiro da sua reserva, você paga nada de juros!

Em realidade, ao investir sua reserva financeira você que irá receber os juros, em vez de pagá-los. Então, ela é uma importante ferramenta para manter a saúde financeira.

Para quem tem filhos, conseguir montar esse colchão é fundamental. Imagine o desespero de ter que levar um filho para o médico e não ter o dinheiro para pagar o hospital. Portanto, para que você tenha tranquilidade, a reserva financeira precisa ser prioridade.

Em suma, a grande importância da reserva financeira é dar segurança e tranquilidade para você e sua família.

Como fazer uma boa reserva financeira?

#1 Saiba suas despesas

Anote todos os seus gastos, não deixe nada de fora. Ademais, categorize as despesas entre essencial e não essencial, assim você poderá começar a estabelecer um plano financeiro para reduzir gastos e conseguir poupar mais.

É importante saber exatamente quanto você gasta por mês para podermos calcular o valor ideal da sua reserva financeira.

#2 Calcule o valor ideal da reserva

O ideal é ter 12 meses das suas despesas mensais guardado. Assim, caso você tenha um gasto mensal de R$ 2.500,00 seu objetivo será de R$ 30.000,00.

Contudo, quem tiver carteira assinada e tenha bastante anos de casa já, é possível manter 6 meses de despesas, haja vista que a indenização e seguro irão te auxiliar. De todo modo, seu objetivo será de R$ 15.000,00.

#3 Defina quanto você irá guardar por mês

Analise seu orçamento e veja o que pode ser cortado ou reduzido. Com isso, você consegue também definir o quanto você irá poupar todo mês.

É importante você saber que há formas de poupar dinheiro mesmo quando você gasta. Por exemplo, com o Méliuz que te oferece diversos descontos e cashback nas suas compras.

#4 Busque uma renda extra

Para montar sua reserva o mais rápido possível, é interessante buscar maneiras de fazer uma grana extra. Há várias formas, desde vender coisas em bom estado que você tenha e não usa mais, fazer bicos de final de semana, criar um negócio online, entre outros.

#5 Invista seu dinheiro

Sua reserva financeira precisa ser colocada em investimentos de curto prazo, seguros e que possibilitem resgates imediatos.

Por essa características, muitas pessoas acabam deixando seu dinheiro parado na poupança. Contudo, como comentamos nesse artigo sobre a rentabilidade da poupança, ela não é mais um bom investimento.

Atualmente, os melhores investimentos para reserva de emergência são o Tesouro Selic, fundos de renda fixa, com taxa zero e liquidez diária, e CDBs também com liquidez diária.

Nesse sentido, bancos como Santander, Itaú e Bradesco, que são os mais tradicionais, podem te ajudar. Sendo clientes desses bancos é possível investir através deles, porém fique atento aos custos e compare com outras corretoras do mercado, como a XP Investimentos.

Aliás, o Santander e o Bradesco possuem plataformas de investimento interessantes. O Bradesco possui a Ágora Investimentos. Enquanto o Santander possui a Pi Investimentos, que possui cashback ao investir através da plataforma.

Para manter o controle financeiro, essas instituições possuem seus aplicativos do cartão de crédito que permitem acompanhar os gastos para você não sair do orçamento. Aliás, nós criamos uma lista pra você com os 4 melhores aplicativos para controle financeiro, clique aqui e confira!

Mais Opções

Como funciona Ágora Investimentos?

Próximo Cartão

O que é o grupo Movile?

Mais opções para você

Buscando cartão

0