Preço do aluguel diminuiu em julho?

Autor: Estação

Atualização:


Saiba o que mudou

Em julho, a inflação do aluguel, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), ficou em 0,21%. Em junho, o mesmo indicador registrou 0,59%. Esses valores foram divulgados pela Fundação Getulio Vargas, FGV, na última quinta-feira, dia 28.



A taxa de julho registrou o menor valor do índice desde novembro do ano passado.

Em 2022, a inflação do aluguel acumula uma elevação de 8,39%. Em 12 meses, o indicador aponta um aumento de 10,08%.

Confira a composição da inflação do aluguel em julho:

  • Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), tem peso de 60% na composição do indicador e aumentou 0,21% em julho, ante elevação de 0,30% em junho. A maior contribuição foi do subgrupo combustíveis para consumo, cuja taxa elevou de -0,25% para 2,39%.
  • Índice de Preços ao Consumidor (IPC), tem peso de 30% na composição do indicador e recuou de 0,28% em julho, ante aumento de 0,71% em junho. O grande destaque foi o item gasolina, que variou de -0,19 para -7,26%.
  • Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), tem peso de 10% no indicador e subiu 1,16% em julho, ante alta de 2,81% em junho. Houve desaceleração nos três grupos: materiais e equipamentos (1,58% para 0,62%), serviços (0,50% para 0,49%) e mão de obra (4,37% para 1,76%).
Mais Opções

O que é inadimplência? Como evitá-la?

Próximo Cartão

Jovens, precisamos falar sobre investimentos

Sobre o Estação

O Estação oferece respostas às suas dúvidas sobre cartões de crédito e contas digitais. O portal quer que você tenha certeza de que está tomando uma boa decisão. Siga o Estação no Google News.

Atenção: Para analisar pedidos de cartões de crédito, as políticas internas das instituições financeiras levam em consideração o perfil financeiro do consumidor. Por isso, é possível que um pedido seja negado em uma instituição financeira e aprovado em outra, já que cada uma usa critérios próprios para avaliação.

Mais opções para você