Guia completo da tecnologia bancária

Autor: estação

Atualização:


Veja agora mesmo esse guia completo sobre a tecnologia bancária. Será que ela pode mesmo ajudar? Leia este artigo e descubra

Como você certamente já reparou, os bancos oferecem serviços cada vez mais tecnológicos.



Na realidade, por mais que seja novidade, nós, clientes, só temos a nos beneficiar desses serviços.

Aliás, devemos ressaltar que toda essa tecnologia disponível serve não somente para facilitar nossa vida. Mas servem, acima de tudo, para nos dar mais segurança e proteger nosso dinheiro.

E se você quer ficar por dentro desse assunto, não pode perder este artigo.

Leia até o final e descubra como a tecnologia pode te beneficiar.

Como funcionam os bancos?

Antes de mais nada, vamos falar sobre como funcionam os bancos.

Um Banco é uma instituição financeira especializada em serviços financeiros como saques, empréstimos, investimentos, poupanças, etc…

Dessa forma, para funcionar, todo banco precisa de uma autorização do Banco Central. Aliás, é o Banco Central que faz a fiscalização das instituições.

Isso significa, em outras palavras, que o Banco Central estipula regras e regulamentações. Assim, os bancos, precisam segui-las para estar em conformidade.

Atualmente existem 7 tipos de bancos. Confira a seguir:

Banco de Câmbio: responsável por realizar compra e venda de moeda estrangeira.

Banco Comercial: Capta recursos por meio de depósitos à vista e à prazo. Além disso, faz intermediação de recursos entre investidores e tomadores de empréstimos.

Banco de Desenvolvimento: Proporciona financiamentos a médio e longo prazo, de projetos para desenvolvimento econômico e social. Além disso, capta recursos de depósitos a prazo, repasse e fundos de investimento.

Banco de Investimentos: Realiza empréstimo de capital fixo ou de giro. Além disso, capta recursos por meio de depósitos a prazo e interfinanceiros. No entanto, não opera com depósitos à vista.

Banco Múltiplo: Além de banco comercial, acumula função de outras carteiras, como a de investimento ou de câmbio.

Caixa Econômica Federal: Empresa pública que atua como banco comercial, com propriedade para concessão de empréstimos e financiamentos de projetos sociais.

BNDES: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. É uma empresa pública federal que provê financiamentos de longo prazo e apoia investimentos em todos os segmentos da economia.

Os bancos que costumamos usar estão entre comerciais e múltiplos.

A tecnologia vem mudando o setor bancário

O setor bancário, sem sombra de dúvidas, foi o mais atingido com a modernização tecnológica. Inclusive, essa modernização se intensificou devido ao surgimento de fintechs e bancos digitais.

Além disso, uma mola propulsora foi a bancarização dos brasileiros, no período da pandemia. Pasme, antes da pandemia, milhões de brasileiros não utilizavam serviços bancários! No entanto, esse quadro mudou de 2020 pra cá.

Dessa forma, uma coisa é fato: com tanta tecnologia disponível, aumenta também a oferta de produtos e serviços diferenciados.

Aliás, podemos ressaltar que, hoje, alguns serviços e produtos, que jamais foram pensados anteriormente, são oferecidos. Ou seja, independente do banco que você escolhe, as opções e alternativas são muitas.

Blockchain

E falando em tecnologia, por acaso, você já ouviu falar sobre “Blockchain”?

Se não, se liga que agora você vai aprender tudo sobre esse tipo de tecnologia.

Blockchain  é um tipo de tecnologia em que uma rede de registros de informações distribuídos, sofrem alterações através de blocos de transações. Esses blocos são protegidos por criptografia. Além disso, são conectados uns aos outros e não podem ser alterados ou excluídos, após a verificação.

Já sei que você deve estar se perguntando: “Mas como assim?”.

Em outras palavras, isso significa que é um rastreio do envio e do recebimento de algumas informações na internet. É como se fosse um livro digital que registra e armazena os dados. Esses dados são armazenados em sequência cronológica e interligados por criptografia.

Embora tenha surgido junto com o bitcoin, a tecnologia Blockchain não é mais exclusiva da criptomeda. Aliás, hoje, serviços financeiros, games e até empresas de entretenimentos utilizam essa tecnologia.

Portanto, o sistema Blockchain, pode ser utilizado no controle do armazenamento de dados. Além disso, facilita identificação e rastreio de informações. Isso colabora com a transparência dos negócios das empresas.

Vantagens

Mas afinal de contas, quais as vantagens dos bancos que utilizam a tecnologia Blockchain?

Confira só quais são:

– O sistema é altamente resistente à falha técnica e ataques fraudulentos. Exceto quando os bancos usam um servidor único e acabam ficando mais vulneráveis.

– Outra vantagem é a estabilidade. É muito difícil que os blocos sejam revertidos. Isso dificulta, por exemplo, transações suspeitas.

– É conhecido como sistema Trustless. Isso porque reduz os custos gerais e as taxas das transações. Além disso, corta a participação de terceiros.

No Brasil, o Itaú e o Santander já aplicam essa tecnologia. Aliás, o Banco Central também já anunciou que irá adotá-la também.

Assim, além de te proporcionar mais segurança, a tecnologia tem custo zero. Você, como consumidor final, não paga absolutamente nada por utilizá-la.

Desvantagens

Mas afinal de contas, quais as desvantagens dos bancos que utilizam a tecnologia Blockchain?

Veja agora mesmo quais são:

– Existem alguns ataques de hackers que podem ser realizados contra o sistema Blockchain. No entanto, devemos ressaltar que até o momento, não houve nenhum ataque, apesar de possível. Mas se houver, ele será capaz de alterar somente as informações mais recentes e por um curto espaço de tempo.

– Uma vez que as informações foram inseridas na rede, torna-se muito difícil alterá-las.

– Além disso, os livros da Blockchains podem crescer muito, pelo volume de informações. Dessa forma, a rede corre o risco de perder nodes e impedir que os usuários baixem ou armazenem normalmente. Como podemos notar, apesar das desvantagens, compensa usar a tecnologia Blockchain.

4 razões pelas quais a tecnologia transforma os negócios pra melhor

Por fim, separamos aqui 4 razões para que você entenda como a tecnologia transforma os negócios para melhor.

– Antes de mais nada, a tecnologia pode reduzir os custos. Isso porque a própria tecnologia pode ajudar a descobrir os gastos desnecessários.

– Por meio da tecnologia, hoje, pode-se contactar os clientes de forma mais rápida e efetiva. Isso acontece também com relação a fornecedores.

– Além disso, as empresas também podem ter mais projeção no mercado. A tecnologia tem o poder de levar uma empresa a lugares que ela nunca pisaria presencialmente.

– Por último, mas não menos importante, a tecnologia pode facilitar em muito a vida dos funcionários. Isso porque simplifica o trabalho e diminui as burocracias.

E você? Ainda duvida que a tecnologia pode trazer incontáveis benefícios à sociedade?

Agora, que você já sabe de todas essas informações, antes de escolher o seu banco, analise se ele oferece essa tecnologia.

Mas não se esqueça de conferir os outros serviços oferecidos, heim?

Até o próximo artigo!

Mais Opções

Guia completo das contas bancárias

Próximo Cartão

Guia completo sobre banqueiros

Sobre o estação

O estação oferece respostas às suas dúvidas sobre cartões de crédito e contas digitais. Queremos que você tenha a confiança de que está tomando uma boa decisão. Siga o estação no Google News.

Atenção: Para analisar pedidos de cartões de crédito, as instituições levam em consideração o perfil financeiro do consumidor e suas políticas internas de aprovação. Por isso, é possível que um pedido seja negado em uma empresa e aprovado em outra, já que cada uma utiliza critérios próprios de avaliação.

Mais opções para você

Buscando cartão