Como investir com pouco capital

28/12/2020

Anúncios Investir com pouco capital é um desafio para encontrar boas oportunidades. Contudo, é possível! Anúncios O momento da economia é bastante delicado e incerto. Títulos de renda fixa rendem pouco e, com juros baixos, levam à um frenesi na…

Anúncios

Investir com pouco capital é um desafio para encontrar boas oportunidades. Contudo, é possível!

Anúncios

O momento da economia é bastante delicado e incerto. Títulos de renda fixa rendem pouco e, com juros baixos, levam à um frenesi na Bolsa de Valores. Se você é um iniciante nisso tudo, neste artigo vamos te mostrar alguns detalhes que podem te salvar de enrascadas.

Anúncios

Continue lendo para descobrir como investir com pouco capital e 3 dicas para investir melhor!

Anúncios


Qual o melhor tipo de investimento para iniciantes?

Comece pelo básico. Investir com pouco capital significa que você não possui muita renda ou dinheiro guardado. Por isso, opte por focar na construção da sua reserva de emergência.

Anúncios

Tendo a reserva financeira montada, podemos ir para investimentos de longo prazo e com maior risco. Investir com pouco capital é mais complicado, pois as opções são limitadas. Ainda assim, é possível encontrar boas oportunidades.

Para iniciantes, o ideal é investir em fundos de investimentos, especialmente os de renda fixa. Os fundos são gerenciados por profissionais que tomam as decisões e você ganha com a expertise deles. Porém, é preciso observar os custos, como a taxa de performance e a taxa de administração.

Anúncios


Outras opções são os CDB (Certificado de Depósito Bancário), Tesouro Direto, LCI e LCA (Letra de Crédito Imobiliário/Agronegócio) e os CRI/CRA (Certificado de Recebíveis Imobiliários/Agronegócio).

Anúncios

Para investir com pouco capital, os CDB’s e Tesouro Direto são as melhores opções. Afinal, com pouco mais de R$ 30 você pode investir no Tesouro SELIC, enquanto os CDB’s é possível investir a partir de R$ 100.

Perceba que os ativos mencionados são da Renda Fixa. Eles são produtos financeiros com menor risco e retornos mais previsíveis. Para você que está começando e não tem muito conhecimento, é o ideal. Dessa forma, seu dinheiro estará rendendo, enquanto você aprende mais sobre o mercado financeiro para entrar em negócios mais sofisticados.

Anúncios


Ademais, é importante que como iniciante e começando a investir com pouco capital, não invista pensando no que rende mais hoje. Altas rentabilidades são acompanhadas de altos riscos.

Anúncios

Invista somente naquilo que você estudou, entendeu como funciona e quais os riscos que você está correndo. Dessa forma, você evita frustrações, prejuízos e até mesmo a falência. Os ativos mencionados, da renda fixa, possuem bons rendimentos, mas é preciso comparar as opções disponíveis nas corretoras.

Perspectivas para 2021

As perspectivas econômicas para 2021 são bastante conflitantes. Afinal, os cenários são muito dependentes da forma que a pandemia será controlada e as decisões fiscais do governo.

Anúncios


Anúncios

Ainda assim, é previsto que haverá recuperação do PIB (expectativa de crescimento em 3,45%) e o desemprego continuará alto. Porém, os juros continuarão baixos, o que prejudica os investimentos em renda fixa, pois terão rentabilidades bem acanhadas. Enquanto isso, investir em ativos de maior risco, como Bolsa de Valores, se torna mais atrativo.

Ou seja, é um momento em que pesquisar bem as oportunidades de investimento é fundamental para encontrar bons ativos e que tenham rentabilidades interessantes.

Cuidados na hora de investir

#1 Atente-se para os custos

Investir com pouco capital já é complicado (mas, não é impossível), e se torna ainda mais difícil se não prestar atenção aos custos.

Anúncios


De tal maneira, veja quais são as tarifas e taxas de corretagem, custódia, emolumentos, imposto de renda, entre outros que sejam aplicáveis.

Os impostos e inflação devem ser sempre analisados em qualquer investimento. Afinal, não adianta investir, mas o rendimento ser abaixo da inflação ou ser comido pelos impostos.

#2 Peça ajuda para assessores de investimento: é de graça!

É isso mesmo. Assessores de investimentos são gratuitos para você investidor. Por determinação da própria CVM (autarquia que regula o mercado financeiro), os assessores não podem cobrar de seus clientes — eles recebem através de tarifas repassadas pelas corretoras.

Anúncios


Assim, você pode ter um profissional gabaritado para te ajudar a tomar melhores decisões e evitar grandes prejuízos. Para contratar um assessor você pode fazer uma busca rápida no Google ou no site de sua corretora.

#3 Invista somente no que você entender

É muito comum que novos investidores sejam atraídos por rentabilidades altas. Contudo, altos retornos são acompanhados de altos riscos.

Portanto, antes de investir com pouco capital é fundamental entender a fundo sobre o produto financeiro. Assim, você evita entrar em negócios que podem te levar à falência ou mesmo sofrer golpes que prometem enormes retornos, mas são apenas uma pirâmide financeira.

Anúncios


Por fim, lembre-se que é importante ter uma reserva de emergência antes de buscar investimentos de longo prazo e com mais riscos. Assim como é essencial começar a poupar e investir o quanto antes; os juros compostos irão te recompensar pelo sacrifício!

Anúncios



Anúncios